Publicado em 16/11/2016

Entrevista com Eng Leo, criador do canal Consoles e Jogos Brasil

Primeiro youtuber gamer do país, ele já ultrapassou a marca de 400 milhões de views na plataforma

Ser um gamer no YouTube está na moda, mas nem todos conseguem atrair milhões de seguidores e produzir vídeos de sucesso. Entre os canais mais "poderosos" do ramo está o 'Consoles e Jogos Brasil', posse do engenheiro e youtuber Eng Leo. Há mais de oito anos no ar, o canal soma mais de 1,3 milhão de seguidores e as visualizações já estão quase na casa dos 400 milhões.

Em entrevista ao Detonado Jogos, ele revelou algumas preferências, comentou os jogos preferidos, deu conselhos e falou bastante do mundo dos games, inclusive sobre as tendências de mercado e da competitividade no YouTube. Confira a conversa completa abaixo:

Quais são os seus jogos preferidos?

Um jogo que marcou bastante foi “Sphinx and The Cursed Mummy”, do PlayStation 2. Era muito bem feito e passei muitas horas jogando. Inclusive eu acho que o game deveria ter se tornado uma franquia, assim como "Zelda", que é mais tradicional e todo mundo deve ter jogado pelo menos uma das versões. Outro que eu dediquei bastante tempo foi “Beyond the Good and Evil”. O interessante é que todos esses eu joguei no PS2, porque o console era muito forte para a época e não teve nenhuma concorrência, diferente do Super Nintendo, que tinha o Mega Drive para rivalizar.

Como é a sua rotina? Você joga todos os dias?

Não costumo jogar todos os dias, até porque trabalho em horário normal e dou aula na faculdade de engenharia em algumas noites, então fica difícil arrumar tempo. Quando tenho a noite livre, ligo o videogame, e nos finais de semana eu aproveito para jogar mais. Posso dizer que, em média, jogo por umas quatro horas nos dias que tenho tempo. Gravo quase todos os gameplays, tirando os multiplayers mais competitivos.

Como é a concorrência com as crianças e jovens no YouTube?

Eu prefiro não ver como uma concorrência ou rivalidade. Eu prefiro ver como um meio de divulgar cada vez mais esse conteúdo e levar para o público esse tipo de entretenimento. Eu me preocupo muito com o conteúdo espalhado no YouTube, penso muito em propor reflexões e tratar de assuntos importantes, não só de games. Tem público para todo mundo, mas só é importante alertar que não é um bom negócio apostar todas as fichas numa carreira no YouTube, depender dele para o sustento, mas com certeza é importante esse número alto de gamers para divulgar esse setor que cresce mais a cada dia.

Você se envolve na produção de games no Brasil?

No momento eu não estou envolvido em nenhum projeto, mas apoio todas as criações que surgirem por aqui, ajudo até divulgando no meu canal.

Mesmo sendo um gamer, você considera o videogame como um “mal” se for usado em excesso?

Sem dúvida, até porque tudo em excesso realmente faz mal. É importante que, desde cedo, as crianças tenham limites impostos pelos pais na hora de jogar. O videogame tem um potencial viciante muito grande, não posso negar, por isso é tão necessária a orientação. Sair, ir a festas, encontrar os amigos, beber algo se quiser - nada disso deve sair da rotina de quem joga. Inclusive eu tenho um conhecido que perdeu emprego e a namorada  por causa do vício em "Call of Duty"

Mas e os youtubers que realmente dedicam o dia todo aos jogos?

Eles fazem isso pra ter o sustento deles, para ganhar mais e mais views e poder arrecadar mais do YouTube. Um diferencial do meu canal é justamente fugir um pouco disso, propor conteúdos mais variados e focar em outras coisas.

Qual é o rumo que você vê para o mercado multibilionário dos games?

Uma tendência muito forte que eu percebo e apoio é a dos e-sports, que já possuem competições mundiais, com seleções e eliminatórias pelo mundo. Inclusive temos transmissões em canais grandes aqui no Brasil, sinal de que o conteúdo tem boa demanda do público. Pode ser até que os e-sports roubem o lugar de esportes “físicos”, tamanho é o número de praticantes hoje.

Me preocupo um pouco com as empresas que só querem faturar dinheiro fácil, com jogos caça-níqueis, principalmente para celular. Nesse caso, se perde a qualidade e até a experiência dos jogadores. Por exemplo: são anos de evolução de joysticks que são deixados de lado, anos de experiência para que tivéssemos um controle anatômico nas mãos, com os botões projetados para as funções dos jogos.

Por que, ao contrário da grande maioria dos outros youtubers gamers, você grava seus gameplays nos consoles e não no PC?

Para mim o que vale mais é a experiência que o ato de jogar te proporciona. Eu prefiro ter o controle nas mãos, sentar no meu sofá e ali ficar como eu quiser do que ficar de frente para o computador, usando mouse e teclado, que já é algo que temos que fazer diariamente para outras tarefas ou no trabalho.

Para conferir alguns dos vídeos do CJBR, clique aqui.

Por Murilo Dias

Detonado Jogos

Grupo de Ofertas

Detonado Jogos é um site agregador de ofertas gratuito, ou seja, não vende produtos próprios. Sendo um agregador de ofertas não podemos garantir o preço, a disponibilidade dos produtos e a duração das ofertas, caso haja diferença de preço ou descrição do produto entre o nosso site e o site da loja, a condição válida e praticada será a do site do lojista. Sempre confira o preço e as condições diretamente no site da loja. Veja também as regras de entrega gratuita, parcelamento e política de vendas no site do lojista. As ofertas, condições de venda e preços dos varejistas podem ser alteradas ou interrompidas a qualquer momento, sem aviso prévio e por isso não nos responsabilizamos. Confira sempre o preço na página do produto da loja direcionada antes de efetuar a compra. A entrega do pedido é condicionada a disponibilidade do estoque do lojista e não está sob responsabilidade de detonadojogos.com.br